quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Todo Dia Com Paz

Mas a nossa cidade está nos céus, donde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo
(Filipenses 3:20).

MORADOR DO MUNDO, CIDADÃO DO CÉU

Quem foi o escritor de tais palavras aos cristãos de Filipos? Ele era um sonhador fora de sintonia com o mundo real, ou alguém prestes a morrer? Nem um pouco! Foi Paulo, um homem muito viajado, cujos dois pés estavam firmemente no chão.
Ele tinha sido educado na melhor escola de aprendizado judaico de sua época, sentado aos pés de Gamaliel, o grande escriba. Além disso, ele era cidadão romano desde o seu nascimento.
Como poderia tal homem escrever sobre "cidadania no céu?". Paulo havia aprendido a ver as coisas de um ângulo diferente e valorizar outros padrões. Sua origem, educação e vínculos haviam perdido todo o significado que tiveram, pois tinha encontrado algo melhor, algo que não era terreno, mas celestial. Embora ainda vivesse a sua vida na Terra, sabia que sua cidadania estava no céu.
A Bíblia reconhece apenas duas classes de pessoas: aqueles que pertencem totalmente a este mundo, e aqueles que pertencem totalmente a Cristo, que têm o seu lugar "em Cristo" no céu, onde estarão com Ele em breve. Pelo fato de seu Senhor estar lá, eles já pertencem à esfera do céu aqui na Terra.
Durante a vida do apóstolo Paulo, haviam se infiltrado entre os cristãos alguns que verdadeiramente não "nasceram de novo". Suas mentes estavam ocupadas com as coisas terrenas e seu fim seria a destruição (v.19).
O coração de Paulo estava repleto de Cristo no céu, e ele perseguia esse alvo. Seu estilo de vida foi caracterizado por sua vocação e esperança celestiais. Dessa forma, foi capaz de produzir muito fruto para Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Doações para manutenção

Banco Bradesco
Ag. 1804-0 c/c 00585785

Banco Bradesco
Ag.1804-0 conta poupança 1008973-5